Arquivo da tag: Formando Focas

Formando Focas comemora 4º aniversário com evento gratuito sobre reportagem especial e jornalismo investigativo

*Por Patrícia Paixão

Queridxs seguidores e seguidoras,

Está quase chegando o evento que eu mais aguardo no ano: o aniversário do Formando Focas, esse espaço que criei com tanto carinho especialmente pensando em colaborar com estudantes de jornalismo e iniciantes na profissão.

A página está completando quatro aninhos de vida e, como de costume, iremos festejar com um evento bem legal e GRATUITO (sim, essa é a melhor parte rs) no histório Auditório Vladimir Herzog, do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo. A celebração acontecerá no dia 17/08, um sábado, das 14h às 18h.

O evento será aberto com uma mesa sobre reportagem especial, com a participação dos jornalistas do R7 Beatriz Sanz e Kaique Dalapola, das editorias Internacional e Cidades (respectivamente), e Victória Damasceno, repórter com trabalhos publicados na Folha de São Paulo, Estadão, UOL, Revista Azmina, CartaCapital e revista Nova Escola (hoje Victória está no UOL).

Depois de um delicioso coffee break (porque sim, nós jornalistas gostamos muito disso rs), teremos uma mesa sobre jornalismo investigativo com o editor de Esportes do El País e comentarista da ESPN, Breiller Pires; a repórter do SBT, Thaís Nunes; a repórter da Ponte Jornalismo, Paloma Vasconcelos; o jornalista, escritor de diversos livros-reportagens investigativos e professor do curso de Jornalismo da Universidade São Judas, Moacir Assumpção; além do repórter do IG, Yago Sales, que atuou em diversas reportagens investigativas em Goiás, chegando a ser ameaçado de morte por conta de matérias que produziu, mostrando a exploração de usuários de droga por um pastor.

O evento contará com sorteio de livros-reportagens e camisetas da Ponte Jornalismo.

É sempre uma oportunidade valiosa para vocês, queridxs focas, fazerem networking e tirarem dúvidas sobre como dar os primeiros passos na profissão com colegas que estão na área. Além de participarem da nossa tradicional megaselfie.

Venham! Ansiedade matando ❤

As inscrições podem ser feitas neste link

SERVIÇO:

4º Aniversário do blog Formando Focas

http://www.formandofocas.com

Data: 17/08/2019 (sábado)

Horário: das 14h às 18h

Local: Rua Rêgo Freitas, 530 – Sobreloja – República

Em necessário livro-reportagem, Daniela Arbex devolve a vida às vítimas da boate Kiss

Livro emociona por revelar últimos momentos das vítimas com seus familiares e todo sofrimento sentido na tragédia, que deixou 242 mortos. Culpados respondem em liberdade.

Por Patrícia Paixão

Comprei esse livro há mais de seis meses e, na correria de vida que eu levo, com dezenas de obras do doutorado pra terminar, resolvi guardá-lo para fazer a leitura num momento de total dedicação a ele. Depois de Holocausto Brasileiro, sabia que Daniela Arbex voltaria a me emocionar. Devorei o livro em poucas horas, e é emblemático que tenha sido hoje, 25 de janeiro, dia tragédia na barragem em Brumadinho (MG).

Os quatro diretamente responsáveis pela tragédia na boate Kiss respondem em liberdade. Duzentas e quarenta e duas pessoas (muitos jovens de 18, 19 anos) tiveram sua vida dolorosamente interrompida por conta do incêndio na boate.

Os familiares das vítimas? Muitos estão até hoje com problemas psicológicos; muitos mantêm as luzes dos quartos dos filhos mortos acesas, para sentir de alguma forma a presença deles; alguns morreram pouco tempo depois; alguns se ausentaram da vida.

Os culpados pela tragédia na Kiss, tal como os responsáveis pela tragédia em Mariana, podem tocar suas vidas normalmente. Os mortos e seus familiares não. Fico pensando nos mortos da tragédia em Brumadinho… Mais um capítulo de lágrimas no país em que o crime compensa…

Mas esse livro não fala só da impunidade. Ele consegue um feito muito maior. Com o livro, as vítimas da Kiss voltam à vida. É possível saber quais eram seus hobbies, seu jeito de ser, sonhos… É um livro sobre amor, empatia e solidariedade acima de tudo.

Daniela nos revela como era o relacionamento das vítimas com seus pais e nos faz valorizar muito as pessoas que amamos. Inevitável não se colocar no lugar das mães, irmãos, avós e amigos que perderam os seus entes repentinamente e ficaram com o coração latejando por não terem conseguido dar o último abraço.

O livro descreve casa instante de aflição dos familiares. Quando a equipe de resgate entrou na Kiss, diversos celulares sobre a pilha de mortos contabilizavam dezenas de chamadas perdidas. Eram os familiares aflitos esperando inutilmente um “Oi, mãe, estou bem. Não fui vítima do incêndio”.

Daniela, obrigada por essa obra que me faz amar ainda mais a nossa profissão. O jornalismo é muito importante, quando feito com respeito, sensibilidade e genuína compaixão pelo próximo. Não dá pra ser um bom repórter sem empatia. Em seus três livros você mostra que é uma grande repórter, querida Daniela Arbex.

Livro obrigatório, queridos focas! LEIAM!!! ❤

Dicas sobre livro-reportagem e jornalismo na TV marcam 3º aniversário do Formando Focas

 

FF

*Por Amanda Stabile

Fotos: Cadu Bazilevski e Sidney Barbalho de Souza

O blog Formando Focas, voltado a oferecer dicas e conselhos para estudantes de jornalismo, celebrou seu terceiro aniversário no último sábado (25/08), com evento gratuito no auditório Vladimir Herzog, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo.

“Ele foi criado em 2015 e desde então vem crescendo. Começou com meus alunos seguindo e hoje já conta com mais de 36 mil seguidores no Brasil inteiro”, explicou a autora do blog, Patrícia Paixão, que também é professora universitária e jornalista. “Rumo aos 50 mil!”, brincou.

O evento se iniciou com a mesa “O livro-reportagem como TCC”, na qual André Guimarães, autor do livro Gérson de Souza – Um repórter em extinção; Luciana Faustine, autora de À flor da pele: o impacto da internação compulsória na vida dos hansenianos e de seus filhos sadios; e Sidney Barbalho de Souza, autor de Marcelo Canelas – Por um jornalismo humanista, falaram acerca dos bastidores de produção de seus livros-reportagem.

Luciana Faustine explicou que a ideia de seu tema surgiu quando ainda cursava o segundo semestre da faculdade. “Eu estava conversando com uma professora de fotografia e ela me falou sobre uma amiga que também era jornalista. Mais tarde, pesquisando sobre ela, vi uma pauta que ela tinha proposto sobre o impacto da Hanseníase na vida dos filhos e familiares”, recordou. “Eu achei interessante a proposta, vi vídeos e pesquisei sobre o assunto. Quando chegou a hora de fazer o TCC eu falei ‘eu vou fazer sobre isso’”, complementou.

Helena, uma das personagens entrevistadas no livro, estava presente no evento. Ela foi separada dos seus pais – portadores da doença – logo no nascimento e afirma que há fatos sobre a internação deles que ela só tomou conhecimento a partir do livro. “É muito importante que tudo que a gente passou aqui no Brasil seja divulgado, para por um fim nos preconceitos quanto a hanseníase. Ela é como qualquer outra doença. E tem cura!”, afirmou.

A dica que Sidney Barbalho deixou para aqueles que também desejam um livro reportagem como TCC foi, caso seja uma obra biográfica, que a primeira entrevista seja feita com o personagem principal. Assim, a partir dessa conversa é possível estabelecer o ponto de partida para conhecer todas as demais pessoas que fazem parte dessa história.

Ele também enfatizou a importância da pesquisa – antes do primeiro contato é necessário pesquisar a história do personagem para embasar as questões e perguntar coisas relevantes – e do planejamento. “Eu estive em 5 estados diferentes em que o Canellas foi passando, em que a vida dele foi construída. Por isso, é preciso um planejamento financeiro, para estipular todos os gastos e honrar com o compromisso de todos os entrevistados”, afirmou.

André Guimarães alertou para o tempo de dedicação que um livro reportagem exige de seu autor.  “Uma coisa que vai acontecer no seu TCC é você ter de abrir mão de alguns momentos – com a sua família, de ir ao teatro, de sair. Mas você não vai estar perdendo com isso”, disse. “Porque, no meu caso, cada vez que eu ouvia novamente a entrevista eu aprendia mais e mais”.

Para ele, sua maior gratificação foi ver a emoção de Gerson de Souza e de sua família, no lançamento do livro. “A atenção que eles me deram ao dizer que a história deles não ia morrer nunca mais. Isso para mim não tem preço”, recordou.

A segunda mesa, “Reportagem, emoção e simpatia: é possível sim unir tudo!”, contou com a participação de Gérson de Souza, repórter especial da Record TV e de Fernanda Elnour, da TV TEM, afiliada da TV Globo em Sorocaba.

Gerson falou um pouco sobre a sua trajetória jornalística, passando pelo rádio e pela televisão, sempre com reportagens humanizadas e descontraídas. “Eu me lembro que uma vez eu fui advertido por alguém da chefia, que eu não podia colocar a mão no entrevistado”, relembrou. “Eu não só toco na pessoa, como eu abraço e até beijo”, brincou.

Fernanda diz que, diferentemente de Gerson, já iniciou sua carreira na TV na época do jornalismo mais humanizado. “Hoje em dia somos muito cobrados para fazer um jornalismo mais humano, com passagens participativas e com interação com a população”, disse.

Ao final da conversa, houve um novo lançamento dos volumes 2 e 3 da série Mestres da Reportagem, que reúne entrevistas com os maiores jornalistas do país, feitas por alunos e ex-alunos de Patrícia Paixão, organizadora do livro. Também houve o sorteio de alguns livros, inclusive Gérson de Souza – Um repórter em extinção, que foram autografados pelo repórter.

*Amanda Stabile é estudante do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ela escreve como colaboradora do Formando Focas.

3º aniversário do Formando Focas contará com mestres da reportagem brasileira

Banner de divulgação

Por Patrícia Paixão

Chegou o momento que eu mais espero no ano: o aniversário do Formando Focas!!!!  🙂

E olha… está IMPERDÍVEL!

Como de costume, o evento será realizado no Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, no histórico auditório Vladimir Herzog.  A data? 25 de agosto, um sábado, das 14h às 18h.

Abriremos com uma mesa-mara sobre “O livro-reportagem como TCC” e, depois de um delicioso coffee-break, contaremos com uma mesa sensacional sobre “Reportagem, emoção e simpatia: é possível sim unir tudo!”, com o repórter da RecordTV, Gérson de Souza (confirmado), e outros profissionais maravilhosos, como a repórter da TV TEM (afiliada da TV Globo em Sorocaba, no interior de São Paulo), Fernanda Elnour.

Também haverá na ocasião o segundo lançamento dos volumes II e III da série de livros “Mestres da Reportagem”, organizada por mim, com autoria dos meus queridos alunos de jornalismo. A série tem Gérson de Souza, dentre os entrevistados. Ela traz entrevistas com os principais nomes da reportagem brasileira.

O evento é gratuito e é preciso fazer inscrição previamente até as 18h do dia 24 de agosto (sexta-feira), clicando aqui. As vagas são limitadas.. Haverá sorteio de livros-reportagens para os presentes.

Vamos fazer a nossa famosa self! Aguardo todos! #muitoansiosa

PROGRAMAÇÃO

DATA: 25/08

HORÁRIO: DAS 14H ÀS 18H

LOCAL: AUDITÓRIO VLADIMIR HERZOG – SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO ESTADO DE SÃO PAULO – RUA RÊGO FREITAS, 530, REPÚBLICA

MESA 1 – O LIVRO-REPORTAGEM COMO TCC
Debatedores:

– Jornalista André Guimarães, autor do livro-reportagem “Gérson de Souza – Um repórter em extinção”

– Jornalista Sidney Barbalho de Souza, autor do livro-reportagem “Marcelo Canelas – Por um jornalismo humanista”

-Jornalista Luciana Faustine, autora do livro-reportagem “À flor da pele: o impacto da internação compulsória na vida dos hansenianos e de seus filhos sadios”

-Jornalista Emílio Coutinho, autor do livro-reportagem “Caso Escola Base: onde e como estão os protagonistas do maior crime da imprensa brasileira”.

Mediação: Patrícia Paixão

MESA 2 – REPORTAGEM, EMOÇÃO E SIMPATIA: É POSSÍVEL SIM UNIR TUDO!

-Repórter Gérson de Souza, RecordTV (confirmado)

– Repórter da TV TEM (afiliada da TV Globo em Sorocaba, no interior de São Paulo), Fernanda Elnour. (confirmada)

Mediação: Patrícia Paixão

LANÇAMENTO DOS VOLUMES II E III DA SÉRIE DE LIVROS “MESTRES DA REPORTAGEM”

-Patrícia Paixão e alunos coautores da série

PÁGINA DO EVENTO NO FACEBOOK: https://web.facebook.com/events/271778036934169/

 

 

 

 

Curso prepara aluno para o TCC em Jornalismo

student-849825

Alunos receberão dicas sobre cada etapa do TCC e as exigências feitas pelas bancas de avaliação. Crédito da imagem: Pixabay

O momento de elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso é um dos mais complexos e desgastantes para o estudante universitário. É importante conhecer todos os pré-requisitos para o desenvolvimento de um bom TCC, especialmente considerando as exigências feitas pelas bancas que avaliam as diferentes modalidades de TCC em Jornalismo.

Pensando nisso, o Centro de Formação Profissional do Formando Focas oferece o curso “Chegou a hora do TCC: como fazer um trabalho nota 10”, voltado especialmente aos alunos que defenderão o TCC em 2018 e 2019.

“Temos experiência de mais de dez anos como orientadoras e avaliadoras de Trabalhos de Conclusão de Curso. Sabemos que quanto antes o aluno recebe orientações sobre o TCC, melhor consegue se planejar e desenvolver um bom trabalho. Neste curso o foco é totalmente voltado a preparar os estudantes para esta que é a fase mais importante da graduação”, explica Patrícia Paixão, uma das professoras do CFP Formando Focas.

O curso, que tem duração de três horas e oferece certificado, será ministrado na manhã do dia 03/03 (sábado), no Lobo Centro Criativo, localizado na Vila Mariana, próximo ao metrô.

lobosala3editada

Lobo Centro Criativo

“Optamos por trabalhar com turmas pequenas para assegurar um clima intimista. Podemos focar nas dúvidas e necessidades de cada aluno, o que melhora o nível de aprendizado”, explica a professora Tânia Trajano, que também faz parte do CFP Formando Focas.

Ela lembra que fazer um TCC de qualidade não é importante apenas para a conclusão do curso, como ajuda os recém-formados a se posicionarem melhor na profissão. “Quem consegue realizar um bom trabalho sai da universidade muito mais confiante no seu potencial, até porque conseguiu colocar em prática diversas habilidades desenvolvidas durante o curso”, diz.

A professora Patrícia Paixão avaliza a opinião de Tânia e complementa: “Já tivemos alunos que, após a banca, lançaram no mercado seus livros-reportagens ou documentários, conseguindo a primeira oportunidade de emprego como jornalista, em função dessa projeção”.

O investimento é de R$ 70,00 para quem garantir a vaga no primeiro lote. Para o segundo lote, o custo é de R$ 100,00. As vagas são limitadas.

Para se inscrever, basta entrar neste link.

Confira a seguir o conteúdo programático e os currículos dos professores.

Conteúdo programático:

*Os critérios de noticiabilidade como norte na escolha do tema (ineditismo, interesse público, empatia etc.);

*A escolha da mídia ou modalidade mais adequada (livro-reportagem, livro fotográfico, reportagem para TV, reportagem para rádio, reportagem para revista, reportagem para jornal, reportagem multimídia, documentário para TV, documentário para rádio, site, plano de assessoria de imprensa etc.);

*A fase da pauta e do planejamento: levantamento das fontes de referência, fontes documentais, fontes bibliográficas e personagens a serem entrevistados/consultados;

*Criação de um cronograma de execução de cada fase do TCC;

*A apuração e a importância da pesquisa de campo;

*A implementação do trabalho (redação, edição e diagramação, no caso de mídia impressa; roteiro e edição no caso de TV e rádio etc.);

*Os segredos de um bom relatório: como montar um adequado e consistente quadro teórico e como atender às normas da ABNT.

Currículos das professoras:

Patrícia Paixão

22156929_10213594572074012_386811431_n

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP), no Programa de Integração em América Latina (PROLAM). É professora do curso de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade Anhembi Morumbi. Também lecionou na Uniban Brasil, FIAM-FAAM e FAPSP. É fundadora do blog Formando Focas, colunista dos portais IMPRENSA e Comunique-se, além de organizadora dos livros “Mestres da Reportagem” e “Jornalismo Policial: Histórias de quem faz”. Possui quase 20 anos de experiência na área jornalística. Foi repórter do portal IG e da Folha de S.Paulo e editora das revistas segmentadas Professional Publish (indústria gráfica) e Anave (indústria de papel e celulose). Também atuou como gerente de comunicação do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (em São Paulo) e assessora de imprensa de diversas organizações.

Tânia Trajano

22185126_10213594573034036_898722937_n

Jornalista, com mais de 20 anos de experiência na área. Atuou como repórter, chefe de redação e editora de publicações voltadas aos segmentos de negócios, economia, comunicação e marketing. É Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero (2002) e Especialista em Teoria da Comunicação, pela Faculdade Cásper Líbero (1999). É professora contratada da Universidade Paulista desde 2006. É sócia diretora da TT Projetos Editoriais, especializada na produção de conteúdo para as áreas de marketing e comunicação, e atua como colaboradora para veículos desses segmentos. É co-autora do livro “Marketing e Comunicação para Pequenas Empresas”, editado pela Novatec.

 

Curso ensina técnicas e estratégias para um bom texto jornalístico

 

 

startup-593327

Ministradas em um clima agradável e intimista, as aulas abordam da redação à edição do texto jornalístico, oferecendo dicas para atrair o leitor (Crédito da imagem: Pixabay)

*Redação Formando Focas

Qualquer que seja a área em que o jornalista vá atuar (redação, assessoria de imprensa ou comunicação corporativa), ter um texto atrativo, coerente e preciso é pré-requisito.

Mesmo quem deseja trabalhar com TV ou com rádio, precisa saber construir um bom texto, para envolver o telespectador ou ouvinte.

O curso “Técnicas e estratégias para redação e edição de texto jornalístico”, oferecido pelo Centro de Formação Profissional do Formando Focas, é especialmente voltado a quem deseja aperfeiçoar a produção textual, do momento da redação à edição.

Além de ensinar técnicas e estratégias para construir uma abertura atrativa e garantir que as declarações dos entrevistados apareçam no texto de forma interessante e correta, o curso oferece dicas sobre como usar os elementos gráficos (título, linha fina, intertítulos e olhos) para conquistar o leitor.

Com duração de três horas, ele é oferecido para turmas pequenas, para assegurar um clima intimista. Assim os professores podem focar nas dúvidas e necessidades de cada aluno.

As aulas são ministradas no Lobo Centro Criativo, na Vila Mariana (próximo ao metrô), que conta com um espaço bastante agradável.

espaço Lobo

Lobo Centro Criativo

O investimento é de R$ 50,00 (para quem garantir a inscrição no primeiro lote – clique aqui para se inscrever). O curso oferece certificado.

Confira abaixo o conteúdo programático e o currículo dos professores:

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

– Qualidades de um bom texto jornalístico: estilo, coerência, coesão, clareza e precisão.

– Como tornar o texto envolvente com o uso de recursos da literatura.

– Técnicas para a construção de aberturas atrativas.

– Como selecionar, editar e inserir as declarações dos entrevistados no texto jornalístico.

– Como transformar os elementos gráficos (título, linha fina, intertítulos e olhos) em “iscas” para atrair o leitor.

– Não erre mais: dicas práticas para melhorar a qualidade do seu texto.

*SOBRE OS PROFESSORES:

Patrícia Paixão

22156929_10213594572074012_386811431_n

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP), no Programa de Integração em América Latina (PROLAM). É professora do curso de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade Anhembi Morumbi. Também lecionou na Uniban Brasil, FIAM-FAAM e FAPSP. É fundadora do blog Formando Focas, colunista dos portais IMPRENSA e Comunique-se, além de organizadora dos livros “Mestres da Reportagem” e “Jornalismo Policial: Histórias de quem faz”. Possui quase 20 anos de experiência na área jornalística. Foi repórter do portal IG e da Folha de S.Paulo e editora das revistas segmentadas Professional Publish (indústria gráfica) e Anave (indústria de papel e celulose). Também atuou como gerente de comunicação do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (em São Paulo) e assessora de imprensa de diversas organizações.

Tânia Trajano

22185126_10213594573034036_898722937_n

Jornalista, com mais de 20 anos de experiência na área. Atuou como repórter, chefe de redação e editora de publicações voltadas aos segmentos de negócios, economia, comunicação e marketing. É Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero (2002) e Especialista em Teoria da Comunicação, pela Faculdade Cásper Líbero (1999). É professora contratada da Universidade Paulista desde 2006. É sócia diretora da TT Projetos Editoriais, especializada na produção de conteúdo para as áreas de marketing e comunicação, e atua como colaboradora para veículos desses segmentos. É co-autora do livro “Marketing e Comunicação para Pequenas Empresas”, editado pela Novatec.

Eduardo da Rocha Marcos

22192957_10213594574354069_635814201_n

Jornalista com 25 anos de experiência, trabalhou como repórter em publicações segmentadas e foi redator e editor-assistente na Agência Folha (Grupo Folha). Atua como docente no Ensino Superior há 13 anos. É graduado em Jornalismo e mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero. Possui cursos de extensão pela Universidade de Andalucía (Espanha) e pela Universidade de Paris-V (França). É ainda especialista em Literatura pela PUC-SP e, atualmente, doutorando em Letras pelo programa de Pós-Graduação da Universidade Mackenzie. Leciona disciplinas técnicas de jornalismo na Universidade Paulista (UNIP) desde agosto de 2004.

** Atenção: os cursos serão ministrados por apenas um dos professores e, dependendo do tipo de aula, em duplas

 

Formando Focas lança cursos para estudantes de jornalismo

textofoto.jpg

Crédito: Pixabay

Técnicas de produção do texto jornalístico e estratégias para realizar um bom TCC são os temas dos dois primeiros cursos oferecidos pelo Centro de Formação Profissional do blog

*Patrícia Paixão

Cada vez mais competitivo e exigente, o mercado jornalístico demanda de estudantes e profissionais recém-formados conhecimentos comprováveis da prática da profissão. Ainda que seja um contrassenso fazer esse tipo de exigência de quem está numa fase de aprendizado, essa é uma realidade que não pode ser ignorada.

As matrizes curriculares das faculdades de Jornalismo progrediram muito, nos últimos anos, no oferecimento de experiências de mercado aos alunos, mas, ainda assim, não conseguem dar conta, com profundidade, de todas as habilidades exigidas por quem busca profissionais na área.

Muitas vezes os estudantes sentem a necessidade de fazer cursos extracurriculares para suprir carências sentidas na sua graduação, e para estarem mais aptos ao que o mercado vem exigindo. O problema é que, na maioria das vezes, esses cursos possuem valores que estão bem além da capacidade financeira do aluno, que já luta a duras penas para arcar com a mensalidade da faculdade.

Pensando nesse cenário, o Formando Focas, que há dois anos vem se dedicando a oferecer dicas e conteúdo especialmente direcionado aos estudantes de jornalismo, lançou, em setembro, durante o evento do seu 2º Aniversário (realizado em 16/09/17, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo), o seu Centro de Formação Profissional.

O objetivo é promover cursos em formatos especialmente voltados a alunos de Jornalismo e com valores acessíveis.

Durante esses dois anos à frente do blog tenho recebido diversas mensagens de estudantes pedindo dicas de cursos, que possam complementar sua formação profissional. A questão do valor alto das propostas disponíveis no mercado é uma reclamação constante.

Os estudantes também se queixam do jeito muitas vezes formal e conservador com que aprendem determinado conteúdo. Foi aí que, conversando com a professora Tânia Trajano e o professor Eduardo Rocha, ambos da Universidade Paulista (Unip), nasceu a ideia de criarmos o Centro de Formação Profissional.

A proposta do Centro do Formando Focas é oferecer cursos no formato de aulas de imersão, com 3 horas de duração, sobre temáticas interessantes, com turmas de, no máximo, 20 alunos.

As aulas serão oferecidas no Lobo Centro Criativo, espaço agradável e inovador. Localizado próximo ao metrô Vila Mariana, as salas são equipadas com cadeiras e puffs, para que o estudante possa ter uma experiência de aprendizado mais informal, rica e atrativa.

espaço Lobo

Lobo Centro Criativo

Inicialmente os cursos serão oferecidos na modalidade presencial, para estudantes da cidade de São Paulo, mas a ideia, com o tempo, é estendermos as propostas, na modalidade de ensino a distância, para todo o país.

Os primeiros cursos ofertados, previstos para 28 de outubro e 18 de novembro, serão:

*Técnicas e estratégias para redação e edição do texto jornalístico

*Chegou a hora do TCC: como fazer um trabalho nota 10.

PARA SE INSCREVER NOS DOIS PRIMEIROS CURSOS OFERTADOS E SABER MAIS SOBRE O CONTEÚDO, CLIQUE AQUI.

O Centro de Formação ainda pretende oferecer outros cursos, com base no interesse dos estudantes de Jornalismo. E você pode nos ajudar a selecionar os melhores cursos, respondendo a uma breve pesquisa neste link.

Participe! Aprenda com quem tem conhecimento, experiência e paixão pela arte de ensinar o Jornalismo.

Confira abaixo os currículos dos professores:

*Patrícia Paixão

22156929_10213594572074012_386811431_n

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP), no Programa de Integração em América Latina (PROLAM). É professora do curso de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade Anhembi Morumbi. Também lecionou na Uniban Brasil, FIAM-FAAM e FAPSP. É fundadora do blog Formando Focas, colunista dos portais IMPRENSA e Comunique-se, além de organizadora dos livros “Mestres da Reportagem” e “Jornalismo Policial: Histórias de quem faz”. Possui quase 20 anos de experiência na área jornalística. Foi repórter do portal IG e da Folha de S.Paulo e editora das revistas segmentadas Professional Publish (indústria gráfica) e Anave (indústria de papel e celulose). Também atuou como gerente de comunicação do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (em São Paulo) e assessora de imprensa de diversas organizações.

*Tânia Trajano

22185126_10213594573034036_898722937_n

Jornalista, com mais de 20 anos de experiência na área. Atuou como repórter, chefe de redação e editora de publicações voltadas aos segmentos de negócios, economia, comunicação e marketing. É Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero (2002) e Especialista em Teoria da Comunicação, pela Faculdade Cásper Líbero (1999). É professora contratada da Universidade Paulista desde 2006. É sócia diretora da TT Projetos Editoriais, especializada na produção de conteúdo para as áreas de marketing e comunicação, e atua como colaboradora para veículos desses segmentos. É co-autora do livro “Marketing e Comunicação para Pequenas Empresas”, editado pela Novatec.

*Eduardo da Rocha Marcos

 

 

22192957_10213594574354069_635814201_n

Jornalista com 25 anos de experiência, trabalhou como repórter em publicações segmentadas e foi redator e editor-assistente na Agência Folha (Grupo Folha). Atua como docente no Ensino Superior há 13 anos. É graduado em Jornalismo e mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero. Possui cursos de extensão pela Universidade de Andalucía (Espanha) e pela Universidade de Paris-V (França). É ainda especialista em Literatura pela PUC-SP e, atualmente, doutorando em Letras pelo programa de Pós-Graduação da Universidade Mackenzie. Leciona disciplinas técnicas de jornalismo na Universidade Paulista (UNIP) desde agosto de 2004.