Livro resgata 60 anos de reportagem do mestre José Hamilton Ribeiro

Zé_Divulgação

Crédito: Divulgação

*Patrícia Paixão

Todo foca que se preza começa, desde o primeiro semestre do curso de jornalismo, a montar sua biblioteca, com obras clássicas da nossa literatura e da nossa profissão.

O gosto pela leitura é uma das principais qualidades de um jornalista e o investimento em livros é uma necessidade, em especial quando eles tratam da carreira daqueles que são considerados referências na arte da reportagem.

É o caso da obra “O Repórter mais Premiado do Brasil”, escrita pelo jornalista Arnon Gomes, que resgata a trajetória do mestre José Hamilton Ribeiro e será lançada no próximo dia 03/10, das 16h às 19h, na Livraria da Vila, da Alameda Lorena, em São Paulo.

Zé Hamilton possui 60 dos seus 80 anos de vida dedicados à reportagem . Por suas marcantes coberturas, como a da Guerra do Vietnã, em 1968, para a revista Realidade (quando perdeu a perna esquerda, durante a explosão de uma mina), foi vencedor de sete prêmios Esso e recebeu títulos como “príncipe dos repórteres” e “repórter do século”. Atualmente é repórter especial do programa ‘Globo Rural’ (Rede Globo), no qual conta histórias do homem do campo.

O interessante deste livro é que ele começou como um Trabalho de Conclusão do Curso de Jornalismo, ou seja, foi escrito por um foca. Arnon Gomes produziu a obra em sua primeira versão como um TCC apresentado à Universidade Santa Cecília (Unisanta), de Santos (SP). Mais tarde, aprimorou-a até chegar à versão lançada agora

É uma prova de que um bom trabalho acadêmico pode sim ganhar o mercado. Eu adoro desenvolver com meus alunos essa linha de pesquisa biográfica com jornalistas. Por isso organizei com meus pupilos dois livros na área:  “Jornalismo Policial: Histórias de quem faz“, com os alunos da antiga UNIBAN Brasil, que traz entrevistas com os principais repórteres policiais brasileiros, e “Mestres da Reportagem“, com os alunos da FAPSP (Faculdade do Povo), que oferece 30 entrevistas com grandes nomes da reportagem no Brasil e tem o prefácio do mestre Zé Hamilton.

Também tenho dois ex-orientandos de TCC da FAPSP que desenvolveram biografias sobre grandes repórteres. André Guimarães, que produziu um livro-reportagem sobre a carreira do repórter especial da TV Record, Gérson de Souza (o livro foi lançado em 2014 e teve grande repercussão da mídia), e Sidney Souza, que fez um livro-reportagem sobre o repórter especial do Fantástico, Marcelo Canellas (a obra também deve ser lançada em breve).

No lançamento do livro “O repórter mais premiado do Brasil” haverá um bate-papo com Zé Hamilton e sessão de autógrafos. Não tem como perder! Estarei lá com os meus alunos da FAPSP.

Mais sobre José Hamilton Ribeiro

José Hamilton Ribeiro é inspiração para muitos grandes nomes do nosso jornalismo.

Podia ter encerrado sua carreira ao perder a perna esquerda durante a explosão de uma mina, na cobertura que fez da Guerra do Vietnã, mas, tão logo se recuperou do acidente, prosseguiu fazendo reportagens premiadas sobre assuntos variados da realidade brasileira, com um jeito de escrever simples e envolvente.

Nascido em 1935, em Santa Rosa do Viterbo, interior de São Paulo, o senhor de fala tranquila, sotaque do campo, olhar profundo e gestos e gostos muito simples, começou sua trajetória em 1955, no jornal O Tempo, criado por jornalistas oriundos da Folha de S. Paulo.

Depois disso, passou pelas principais redações brasileiras: trabalhou na Rádio Bandeirantes, na Folha de S.Paulo, na revista Quatro Rodas (onde ganhou seu primeiro Prêmio Esso de Jornalismo), na Realidade, na Veja e foi um dos editores de Jornalismo da TV Tupi.

Ajudou a estruturar e reformar diversos jornais do interior de São Paulo, até ser convidado para trabalhar no Globo Repórter. Do Globo Repórter foi para o Globo Rural, onde está há 30 anos.

Zé Hamilton defende que a profissão precisa ser exercida por alguém que acredite que seu trabalho pode melhorar o mundo: “se o repórter não tiver essa ambição, não dará certo”.

SERVIÇO

Lançamento do livro “O repórter mais premiado do Brasil”

Quando: 03/10 (Sábado)

Horário: das 16h às 19h

Endereço: Alameda Lorena, 1731,  Jardim Paulista, São Paulo

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s