Não tem ponto final, não tem ponto final, não tem ponto final…

*Patrícia Paixão

Inaugurando no blog, que também é novo, a categoria “Neura do Dia”. Porque todo jornalista que se preza precisa ser neurótico em fazer um bom jornalismo.

E pra começar nada melhor do que falar da incrível mania do aluno de jornalismo de colocar ponto final em título. Tá, parece bobeira, mas não é. Para ser um bom profissional na área também é preciso respeitar a linguagem jornalística.

Então, nada de ponto final em título, subtítulo e legenda. Chega dessa tara! Aff!

E pra ter certeza de que você resistirá a essa tentação do capeta, repita comigo, como um mantra, por pelo menos dez vezes:

NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL! NÃO TEM PONTO FINAL!

Adicione essa neura aos seus textos jornalísticos e faça seus professores felizes 🙂

2 ideias sobre “Não tem ponto final, não tem ponto final, não tem ponto final…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s